sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Pequenas chatices da Diabetes...

deitar de manhãzinha pra fazer aqueles 10 minutinhos a mais de sono e ter que levantar pq lembrou que mediu a glicemia que estava 70...
aplicar insulina e doer e depois ficar roxinho...
picar o dedo e não sair uma quantidade boa de sangue...
ver que poderia ter tomado uma unidade a mais de insulina...
acabar de fazer exercício e ter que comer alguma coisa pq ficou hipo...
comer, aplicar insulina e a glicemia ficar alta...
ter que comer sem estar com vontade...
ter que explicar que pode (e deve) sim comer doce...
ter que carregar toda a parafernália onde quer que vá...
não achar motivo para glicemia ter subido...
esquecer de tirar da geladeira uma caneta de insulina nova...
e assim que for lembrando mais, vou acrescentando aqui...
quem quiser colaborar...rsrs...
(Cristiane) Além destas, há ainda:
Picar o dedo e sair mais sangue do que era necessário;
O pior ainda é quando este sangue a mais suja a roupa, dá vontade de chorar rs;

Perceber que poderia ter aplicado uma unidade a menos da humalog.

(Maria João) Ter de lembrar de levar sempre comida na mala ou nos bolsos para onde quer que vá...


segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Coisas que ele já fez pela minha diabetes...

Eu sou diabética. Ele não.
Porém, por conta da Diabetes já teve que fazer várias coisas.
Outras não teve coragem...rs...
Coisas que já fez (e ainda faz):
me visitou todos os dias qdo fiquei internada;
passou a consumir adoçante;
tomar refri diet;
aprendeu a identificar uma hipoglicemia;
já furou meu dedo algumas poucas vezes que precisei, mas que não tinha condições;
vigia meu sono;
me pergunta se já medi;
se apliquei insulina;
tb fica na expectativa pra saber o valor da glicemia;
fica pensando no que vai comer na hora do lanchinho;
já falou que tô comendo demais;
outras vezes de menos;
já dirigiu no meu lugar, por achar que eu estava com hipoglicemia;
já enfiou doce na minha boca;
sei que ainda faltam coisas...conforme for lembrando, vou acrescentando aqui...rs...
Mas, tem tb coisas que ele não teve coragem de fazer:
aplicar insulina em mim! nunca quis fazer isso! rsrs...
e tb nunca deixou eu medir a glicemia dele...quer dizer...furar o dedo dele...rs...

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Situações...

Sabe quando você sabe uma coisa que não deve fazer, mas mesmo assim você se sente tentada a fazer?
Pois é...Esses dias morri de vontade de ver no que dava, mas me contive.
Eu cheguei em casa depois do trabalho...
Fiz o meu lanche como faço todos os dias...
Depois fui aplicar a insulina. Apliquei na coxa.
Só que eu ia fazer exercício físico.
No meu aparelho que exercita principalmente as pernas.
Comecei a fazer...mas logo me lembrei do meu erro cometido!
Aplicar insulina na coxa e logo em seguida fazer exercício!
Fiquei naquela...ahh que se dane...vou fazer assim mesmo...
Minha vontade era de continuar e ver no que ia dar...
Mas resolvi não fazer o exercício...
Por quê?
Porque correria o risco de ter uma hipoglicemia na hora e depois uma hiperglicemia.
O exercício (ia exercitar principalmente as pernas) ia fazer a insulina agir mais rapidamente no organismo.
O alimento que havia ingerido (pão), ia demorar para fazer a glicemia subir.
Então a insulina ia trabalhar num horário que o pão ainda não havia sido digerido.
E depois que isso acontecesse, não ia haver mais insulina, causando a hiperglicemia...
Será que deu para entender? rsrsrs...
Sei lá...uma das coisas que me deixam em dúvidas...rs...

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Carta ao Senhor Prefeito do município de Jacareí

Senhor Prefeito Hamilton Mota

Agradeço ao bom serviço prestado aos diabéticos da cidade.
Recebo as insulinas Lantus e Humalog, glicosímetro e tiras reagentes, canetas, agulhas e lancetas todos os meses.
Desde 2006, são fornecidos tais medicamentos e insumos na quantidade necessária sem faltar um mês sequer!
Foram raras as vezes que não pude receber a quantidade de insulina prescrita, mas em poucos dias pude receber o restante.
Em todos esses anos, só vi o serviço melhorar.
Neste ano mesmo, já passei pela médica endocrinologista da prefeitura 2 vezes.
E também fiz todos os exames no Laboratório Municipal.
Tenho certeza que o controle da doença em nosso município melhorou.
O meu pelo menos tem sido adequado com o atendimento que venho recebendo todos esses anos.
É para frente que se anda não é?
Então não vamos retroceder! Vamos sempre melhorar! Porque sempre há algo para melhorar!
Outros municípios do Brasil têm muito que aprender com Jacareí em relação ao atendimento aos diabéticos!
Gostaria de deixar registrado o meu agradecimento aqui no blog!
Dia 14 de novembro! Dia Mundial da Diabetes!
A prefeitura fazendo a sua parte e nós a nossa!

terça-feira, 13 de novembro de 2012

A decisão é sua!

Todo mês de novembro ouvimos mais sobre Diabetes por conta do Dia Mundial (14).
As manifestações surgem de tudo quanto é lado.
E são das mais variadas...rs...
Doença democrática no nome, na raça, no sexo, na idade...
É também democrática na forma como cada um encara a doença.
Vejo que as discussões às vezes são bastante acaloradas...
Como sou uma pessoa muito prática em relação a esse assunto...
Para mim, a diabetes deve ser cuidada com o que temos hoje!
Agora pra você a diabetes pode...
ser cor de rosa ou negra.
ser 100% ou 10% da sua vida.
te estressar ou não.
ser uma coisa simples ou complicada.
ter cura ou não.
ser bom ou ruim...
A decisão é sua!!!

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Qual é o seu tipo?

Perguntinha básica...
Não adianta a pessoa dizer, tenho diabetes.
Tem que saber principalmente qual é o tipo da diabetes!
Isso por um motivo muito simples...
É o que determinará o tratamento!
Apesar do mesmo nome Diabetes tipo 1, Diabetes tipo 2, Diabetes Gestacional, Diabetes Mody, Diabetes LADA...
Os tratamentos são diferentes!
E o que impressiona é que muitos procuram o médico, mas este não faz o diagnóstico correto!
Então fiquem atentos ao seu tipo.
O meu é tipo 1 e o seu?

O diabetes pode ser diagnosticado pelo exame simples da glicemia e o diagnóstico na infância segue os mesmos critérios da Organização Mundial da Saúde (OMS) das demais faixas etárias, ou seja, pacientes com sintomas presentes, associados a glicemia aleatória igual ou superior a 200 mg/dL. A glicemia de jejum igual ou maior de 126 mg/dL, em duas ocasiões, sendo o jejum superior a 8 horas e inferior a 16 horas. Não há necessidade na grande maioria dos casos, da realização do Teste Oral de Tolerância a Glicose (TOTG). Em situações onde a clínica pode confundir com diabetes tipo 2 e em situações especiais, o TOTG pode ser realizado com a administração de glicose oral na dose de 1,75 g/Kg de peso corporal, numa dose máxima de 75 g. A avaliação da gasometria arterial e de eletrólitos como o sódio e potássio, assim como a determinação de cetonas são úteis para excluir a descompensação cetoacidótica. O exame de urina pode auxiliar no diagnóstico ao evidenciar a presença de glicosúria e eventualmente de cetonúria. A determinação dos níveis diminuídos de peptídeo C e dos auto anticorpos IAA, GAD, ICA512 e antitransportador do Zinco, podem ser úteis e devem ser realizados para confirmação da etiologia autoimune da doença. Recentemente, uma discussão com prós e contras propôs a utilização da Hemoglobina Glicada (A1C) como critério diagnóstico, sendo o valor maior ou igual a 6,5% adotado como critério, porém esse marcador ainda possui limitações para o diagnóstico do diabetes tipo 1, como por exemplo em recém diagnosticados, e ainda sofre muitas variações metodológicas e falta de padronização que nos permita adotá-lo com segurança para o diagnóstico da criança com diabetes.  (Posicionamento Oficial SBD no 1 – 2012)

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Nova tríade terapêutica da DM1

A terapêutica no diabetes mellitus tipo 1 (DM1) historicamente tem seguido a tríade insulina/alimentação/atividade física. Com os novos avanços tecnológicos e terapêuticos, e novos conhecimentos dos fatores psicológicos e sociais que envolvem o diabetes, poder-se-ia dizer que hoje a tríade deveria mudar para insulina/monitorização/educação em diabetes, incluindo em educação a alimentação, a atividade física e a orientação para os pacientes e suas famílias. (Posicionamento Oficial SBD no 1 – 2012)

Continuamos nós aqui, a insistir na importância da Educação em Diabetes.
O esquema insulina/alimentação/atividade física não dá conta de permitir um bom controle da doença.
Tem que se incluir a monitorização da glicemia para que as ações sejam mais eficientes.
E também a educação! Ressaltar a importância da atividade física, a forma como os alimentos interferem na glicemia, a forma como as pessoas próximas do diabético e o próprio diabético devem lidar com tudo isso.
Consideremos, então, o esquema insulina/monitorização/educação em diabetes, hoje o mais adequado.
Por que?
Porque não adianta as pessoas terem acesso aos medicamentos, insulinas, insumos, se não souberem o que significa o número que veem no glicosímetro, por exemplo. Ou então, usar insulina demais e ficar tendo hipo com frequência. Ou usar insulina de menos porque fulano usa menos. Ou que não pode comer doces, fazer muito exercício físico, ou que é coitadinho, ou que não pode comer isso ou aquilo...
Então para que a coisa funcione de fato, é necessário investir em educação em diabetes!
E não só para os portadores da doença, mas também para familiares e profissionais da área da saúde.
É importante diabéticos, famílias, profissionais da área da saúde bem preparados e informados!
Só assim, poderá haver uma inversão no número de pessoas que conseguem ter um bom controle da doença!

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

História Real...


A menina tem 17 anos e é diabética tipo1 desde criança.
Apesar da pouca idade, já apresenta algumas complicações decorrentes da Diabetes.
Está com problemas de circulação, nos rins e pressão alta.
Sua última glicada foi 14%.
Não media a glicemia.
Sua mãe tinha que pegá-la a força para medir.
Não cuidava da alimentação, e nem das aplicações de insulina.
Sofria os sintomas de hiperglicemia quase todas noites, tendo a mãe que aplicar insulina.
É filha caçula e tem mais quatro irmãos.
A mãe trabalha como empregada doméstica e não conta com a ajuda do pai.
Na cidade onde mora, os insumos são fornecidos de maneira precária e o tratamento médico é péssimo.
O que fazer em uma situação como essa?
ORIENTAÇÃO! É o que há para ser feito.
Para sua sorte, na casa onde sua mãe trabalha, há também uma moça diabética.
Moça totalmente responsável e consciente do que deve fazer em relação à Diabetes.
Apesar de não ser sua obrigação, tenta ajudar a menina!
Ela e sua família ajudam para que tenham um bom tratamento.
Ela também a tem orientado com toda a sua experiência.
A menina agora está começando a mudar sua postura.
Falta muito ainda, mas está no caminho.
É um pouco tarde para isso?
Sim, porque agora sua luta será para reverter a situação instalada.
Mas nunca é tarde para começar...

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Informação também faz parte...

Vivemos na era da informação, certo?
Somos bombardeados diariamente com inúmeras informações...
Cabe a nós, filtrá-las e ver o que realmente importa para nossa vidas...
Informação que vai fazer alguma diferença...
Para nós diabéticos, é fundamental termos informações a respeito da diabetes.
As complicações existem sim. Complicações nos rins, circulação, visão...
Se não controlarmos elas tomam conta...
Passar os dias com as glicemias muito altas, não fazer o devido monitoramento, ignorar as insulinas...
Comer sem limites, sedentarismo e não se informar sobre a doença...
Sim, as complicações tomam conta sim da pessoa!
Mas, isso não é para ter medo.
É para simplesmente querer ter o controle!
E não adianta a mãe, o pai, o amigo, a amiga, o namorado, a namorada, o filho, a filha, a avó, o avô, seja lá quem for, querer...
A pessoa é que deve querer!!!

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Sensação de cura...

Têm dias que a gente se sente tão bem...
As glicemias se mantêm no nível adequado...
As dose de insulina são menores...
Temos a sensação da cura...
Mas, devemos saber que ainda não é isso...
Por enquanto ainda não encontraram a cura para a Diabetes...
Vivemos bem hoje porque ainda dependemos da aplicação da insulina,
de monitar as glicemias, controlar a dieta, tomar medicamentos...
Passamos os dias bem porque a nossa cura por hora é isso.
Então, façamos a nossa parte.
Enquanto o governo fornece a nossa "cura"...
À nós, nos resta buscar viver bem!


Lembrete: Topblog 2012 - votações até 10/11/2012

Olá pessoal!!!

O blog está participando do Prêmio Topblog 2012.
Já alcançamos o Top100.
Agora precisamos alcançar o o Top3.
As votações estão na reta final.
Podemos votar até o dia 10 de novembro.
Vamos comemorar mais uma conquista?
Então vamos votar!!! rsrsrs...
É só clicar aí no banner ao lado ou abaixo.
Dá para votar por e-mail, Facebook e Twitter!